Graduação presencial e semipresencial: compare e entenda as principais diferenças

O ensino a distância conquistou a atenção de estudantes em todo o Brasil e já representa 35% das matrículas na graduação em instituições públicas e privadas –– de acordo com os dados do Censo da Educação Superior 2019. O semipresencial é uma modalidade do EAD que surgiu para atender às demandas de quem precisa de mais flexibilidade nos estudos, sem deixar de lado o convívio próximo dentro da universidade.
Contudo, há quem ainda prefira o modelo mais tradicional, em que as aulas acontecem no campus todos os dias da semana, em horários fixos. Por isso, na hora de escolher como será a sua jornada universitária pelos próximos anos, vale conhecer a fundo as diferenças entre graduação presencial e semipresencial.
Já adiantamos que não há uma graduação melhor que a outra. Além disso, ambas oferecem a mesma qualidade na formação, com diploma reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), valorizado no mercado, e incentivo à prática profissional. O que existe é a opção que funciona melhor para a sua realidade e se adéqua às necessidades do seu dia a dia.
Para ajudar nessa decisão tão importante para o seu futuro profissional, preparamos um infográfico bem interessante sobre a escolha de uma graduação presencial ou semipresencial. Conheça as características de cada uma e suas principais diferenças.
Como vimos, para escolher uma graduação presencial ou semipresencial, é preciso avaliar a sua rotina e disponibilidade que tem para seguir horários. Ambas as modalidades contam com suas vantagens e vão agregar muito valor ao seu currículo. O mais importante é escolher uma universidade com tradição, qualidade de ensino e toda a estrutura necessária para desenvolver novas habilidades.
A graduação presencial e a semipresencial são um excelente investimento para se tornar um profissional de sucesso. Agora que você sabe disso, compartilhe este conteúdo com seus amigos nas redes sociais!
Graduação semipresencial e graduação semipresencial