Qual profissão combina comigo? 4 dicas para encontrar a carreira certa!

“Será que escolhi a profissão certa”? Essa dúvida é mais comum na atualidade do que você imagina. A situação acontece principalmente devido às inúmeras oportunidades que temos à disposição.
Por isso, se ainda está se perguntando: “qual profissão combina comigo?” Não pode deixar de conferir as dicas que separamos para que você encontre a carreira certa!

POR QUE É IMPORTANTE ESCOLHER A CARREIRA CERTA?

A escolha de uma carreira parte do princípio de construção de um projeto de vida. Em diversas ocasiões, os jovens recebem influências externas de familiares, pais em especial, e até do meio em que vivem. O fato é que tal decisão tem de ser tomada cada vez mais cedo, fazendo assim com que ela não seja definitiva.
Além disso, os vários caminhos profissionais, o mercado de trabalho exigente e a necessidade de mais especialização para se destacar fazem com que a escolha não seja simples. Existe sempre aquele impasse: será que estou fazendo a opção mais alinhada ao que eu sonho para a minha vida?
Por isso, é necessário ter muito discernimento ao definir o caminho para não se arrepender depois. Claro que mudanças podem acontecer, mas pare por um momento e pense em tudo o que você almeja no futuro, ações que se imagina exercendo. Lembre-se de que uma boa parte da sua vida você passará trabalhando, portanto, escolha bem.

QUAIS OS IMPACTOS DE UMA DECISÃO EQUIVOCADA?

De modo geral, podemos dizer que a escolha equivocada apresenta um forte impacto na vida das pessoas, o que pode ser bastante negativo. Isso acontece, pois passamos grande parte do dia no trabalho, e permanecer horas fazendo algo que não gosta gera estresse e frustração.
Imaturidade, pressão dos pais, status profissionais são alguns dos motivos que levam a uma escolha errada. Logo, a pessoa não se identifica com o próprio trabalho, o que acaba sendo uma fonte de ansiedade e infelicidade. Sem contar os sintomas físicos e psicológicos, como dor de cabeça, tensão constante, irritação, dificuldade de concentração, entre outros.

QUE ASPECTOS AVALIAR NA ESCOLHA DA PROFISSÃO?

Para evitar decisões precipitadas ou equivocadas futuramente, é preciso avaliar alguns aspectos ligados à sua personalidade e rotina. Confira os principais a seguir.

1. GOSTOS

O que você tem prazer de fazer no seu dia a dia? Quais os seus hobbies? Já pensou que os seus gostos podem dizer muito sobre a sua personalidade e apresentar um caminho para uma carreira?
Portanto, avalie o que você mais aproveita em seu cotidiano e relacione a alguma profissão. Por exemplo, você pode amar escrever, fazer pesquisas e se atualizar, logo, pode seguir o caminho como jornalista ou mesmo professor.

2. HABILIDADES

Para saber quais são as suas habilidades, o primeiro passo é se autoconhecer. Nesse caso, é necessário avaliar os seus pontos fortes e fracos, mas também entender as suas afinidades. Muitas das suas competências estarão intimamente ligadas a esses pontos.
Outra maneira de saber quais são as suas habilidades é se envolver em atividades do seu interesse. Como destacamos no tópico anterior, os gostos também contam na hora de avaliar a escolha profissional e estão ligados ao desenvolvimento de habilidades.

3. MERCADO DE TRABALHO

Uma dica que vai ajudar na sua escolha da profissão é avaliar o status de mercado e as oportunidades por ele oferecidas. Uma mesma área pode contemplar vários cursos, ter essa percepção será fundamental no momento de definir a melhor opção de carreira.
Para evitar erros, procure pesquisar sobre a formação de profissionais, a concorrência, o perfil procurado pelas organizações, mas também as médias salariais, oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

4. PERSONALIDADE E AFINIDADE

Segundo a teoria de John Holland, a escolha vocacional está ligada a uma expressão da personalidade. Para o estudioso, os profissionais que ocupam determinado cargo apresentam personalidades bastante similares. Os perfis seriam divididos em:
  • artístico;
  • convencional;
  • empreendedor;
  • investigativo;
  • realista;
  • social.
Saber qual o seu perfil funciona para alinhá-lo às suas afinidades. E o que seriam essas afinidades? Elas são compostas especialmente por disciplinas e suas áreas de conhecimento, aquelas que você tem facilidade em aprender. Note que isso não é levado apenas pelo gosto, mas também pela sua facilidade de assimilar determinados assuntos.

COMO TER MAIS CHANCES DE ACERTO?

Para ter mais chances de acertar na sua escolha da profissão, mostramos mais algumas dicas a seguir.

FAÇA TESTES VOCACIONAIS

Os testes vocacionais ajudam a trazer mais clareza para aquelas pessoas que estão em fase de definição da carreira. Psicólogos, professores, orientadores são alguns dos profissionais que fazem a sua aplicação, justamente para ter uma orientação mais precisa.
Tal ferramenta é baseada em teorias de especialistas, o que funciona como um mapeamento de perfil. Assim, você é agrupado em categorias profissionais. A ideia é analisar características específicas da personalidade e apontar profissões de acordo com ela.

ACOMPANHE A ROTINA DE UM PROFISSIONAL

Que tal acompanhar o cotidiano de um profissional da área? Essa é uma maneira bem eficaz de conhecer o dia a dia da profissão, seus altos e baixos, conquistas e obstáculos, além de ser um importante termômetro do que esperar quando atuar no ramo.
Claro que, com o passar do tempo, as profissões sofrem transformações, mas é possível ter uma ideia geral sobre o que encontrará. Além disso, você vivencia os desafios do cotidiano, o que permitirá o julgamento se aquela profissão será a melhor escolha.

CONVERSE COM ESTUDANTES DA ÁREA

Antes de responder à questão: “qual profissão combina comigo?”, consulte estudantes do ramo. Muitos deles passaram por essa fase de dúvidas quanto ao curso a ser escolhido e conseguem ajudá-lo nesse momento.
Além disso, eles podem compartilhar as suas impressões reais do curso. Conversar com alguém que já está no curso de graduação o ajudará a entender mais sobre a matriz curricular, dificuldades, oportunidades de estágio, entre outras questões relativas ao curso.

PESQUISE A FUNDO AS OPÇÕES

Não deixe de pesquisar a fundo as alternativas de curso que você tem. É muito importante conhecer a realidade da profissão, mas também as outras possibilidades de atuação, a receptividade do mercado, chances de crescimento e até a ligação com os segmentos de mercado.
Além disso, busque entender sobre a parte teórica e prática dos cursos, avalie se isso dará uma base boa para a atuação no mercado de trabalho, mas, ainda, se ambas as partes são interessantes e provêm conteúdos valiosos.
Responder à questão “qual profissão combina comigo?” é um desafio, porém, ele pode ser facilitado por meio das dicas que apresentamos. Saber mais sobre o curso, conhecer-se, entender o mercado, enfim, aplicando tais práticas, você terá sucesso na sua escolha.
Então, gostou deste artigo? Compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude seus amigos que também estão decidindo suas profissões!