Cursos de graduação: como escolher a melhor opção?

Você já reparou na variedade de cursos de graduação que existem? Se já era complicado escolher entre os mais tradicionais, com essa oferta, a ansiedade fica ainda maior, afinal de contas, como saber quais deles podem garantir boas oportunidades no mercado de trabalho?

A preocupação com as chances de garantir um emprego na hora de escolher um curso e com a falta de experiência para analisar muitas opções de graduação é uma realidade, mas não pode ser a força maior na hora da sua decisão.
Isso acontece porque o curso de graduação vai servir como base para a sua profissão, então, a probabilidade de você seguir naquela área enquanto estuda os conhecimentos técnicos e específicos é muito grande.
Já imaginou fazer uma escolha errada? É claro que não estamos falando de nada definitivo, pois sabemos que muitos alunos experimentam os primeiros anos de um curso e depois migram para outro e se realizam.
Mas já pensou se você puder minimizar as chances de erro e acertar qual o curso ideal logo no início? Você vai poupar bastante tempo. Foi pensando nisso que criamos este conteúdo.
Então, que tal saber mais sobre o assunto e criar um esquema de sucesso para sua escolha de curso de graduação? Acompanhe a seguir.

DIFERENÇAS ENTRE HUMANAS, EXATAS E BIOLÓGICAS

Existem muitas piadas sobre as áreas de estudo. Quem quer fugir da matemática e de fazer as divisões dos gastos das festas sempre se apressa em afirmar que não é de Exatas, não é mesmo?
Também é comum haver algumas confusões, como achar que o curso de Administração de Empresas, por ter algumas matérias de matemática financeira, é da área de Exatas. Acompanhe a seguir para entender um pouco mais sobre algumas diferenças.

BIOLÓGICAS

A Biologia desenvolve o estudo dos seres vivos, o funcionamento dos organismos, origens, evolução e interação com o meio ambiente. Assim, seu foco e métodos vão ser mais direcionados para a experimentação e pesquisa.
Se você tem ou tinha mais afinidade com as matérias de Biologia, Química e Física da escola, pode se dar bem na área Biológica, que exige, estudar bastante e ter uma boa relação com pessoas, natureza e animais.
Como exemplos, podemos citar: Medicina, Medicina Veterinária, Zoologia, Ciências Biológicas, Educação Física, Fisioterapia, Farmácia, Biomedicina, Enfermagem, Fonoaudiologia, Nutrição e Odontologia.

EXATAS

As Exatas estão ligadas à lógica e à matemática, e essas duas habilidades são as principais ferramentas utilizadas por seus profissionais para resolver problemas. As matérias da escola que mais se relacionam com esse perfil, é claro, são Matemática, Física e Química.
Fazem parte dessa área de conhecimento os cursos de Engenharia, como Civil, Mecânica, de Produção e Elétrica, além de outros como Física, Química, Ciências da Computação e Sistemas da Informação.

HUMANAS

Já a área de Humanas estuda a sociedade, a cultura, os fenômenos sociais e procura entender como as pessoas podem interagir com eles de uma boa forma.
Se você optar por essa área, vai observar o comportamento humano com outros olhos e ler muito para entender, historicamente, como a sociedade se desenvolveu e o que ela precisa para evoluir de forma equilibrada com o meio em que vive.
Os cursos mais tradicionais nessa área são: Administração de Empresas, Pedagogia, Ciências Políticas, Direito, Ciências Econômicas, Filosofia, Relações Internacionais, Serviço Social e Teologia.
Humanas, Exatas e Biológicas são as principais áreas de conhecimento. Com o desenvolvimento de novas tecnologias, novas categorias vão surgindo com o tempo.
No site da Universidade Veiga de Almeida (UVA), por exemplo, os cursos são divididos em áreas de estudo:
● Ciências Sociais e Jurídicas;
● Comunicação, Design e Arquitetura;
● Educação;
● Engenharias e Tecnologias;
● Gestão e Negócios;
● Saúde e Ciências da Vida.
Essa divisão, é claro, também ajuda na apresentação de outros programas de educação, como é o caso das extensões, pós-graduação, mestrado e doutorado. Além disso, auxilia você na pesquisa de pelo curso de graduação certo.

IMPORTÂNCIA DE ESCOLHER O CURSO DE GRADUAÇÃO CERTO

Como já dissemos, a escolha de um curso de graduação não é definitiva e não é um problema se você mudar de ideia e fizer outra opção. Mas é preciso fazer uma escolha responsável, pois ela vai mexer no seu bolso.

TEMPO DE DEDICAÇÃO PARA O CONHECIMENTO ESTRATÉGICO

Quando você escolhe o curso certo desde o início, já começa a aprender e a se desenvolver na área em que vai seguir carreira.
Ou seja, consegue acumular mais conhecimentos estratégicos nos primeiros passos da sua jornada e preparação profissional.

INVESTIMENTOS E CUSTOS DE OPORTUNIDADES

Para iniciar os estudos, você deve fazer alguns investimentos, mesmo que com a ajuda de bolsas e programas de estudos. Isso envolve despesas com locomoção, alimentação e o chamado custo de oportunidade, que é o dinheiro gasto que poderia ser utilizado para outro objetivo.

ADIAMENTO DA REALIZAÇÃO PESSOAL E PROFISSIONAL

Se você dedicar seu tempo para estudar uma área que não te dá prazer ou não vai ser útil para seu futuro profissional, vai adiar sua realização pessoal e profissional, concorda?
Quando você começa na graduação certa, já tem contato com profissionais da área, fica por dentro sobre palestras e eventos do setor, e tudo isso pode trazer oportunidades de estágios. Além disso, programas de trainees em grandes empresas também exigem que você domine áreas de conhecimento específicas.
Capriche na escolha, considere suas afinidades, interesses e critérios pessoais para identificar, entre os cursos de graduação, aquele que mais combina com você. Com esse cuidado, mesmo que você não acerte de primeira, vai estar no caminho certo e poderá eliminar algumas matérias — sem contar que conhecimento nunca é descartável.

VALORIZAÇÃO DO DIPLOMA PELO MERCADO DE TRABALHO

Chegamos a um questionamento importante: nem todas as carreiras exigem um diploma de graduação, correto?
Em muitas áreas é possível conseguir emprego com a educação até o nível médio, cursos profissionalizantes e técnicos. Então, é muito comum que se questione o valor de um diploma no mercado de trabalho atual.

EDUCAÇÃO E EMPREGABILIDADE

Você sabe qual a relação entre o nível de formação e as taxas de emprego no Brasil? Pois vamos te dizer agora mesmo, e a melhor forma de entender isso é buscando as estatísticas. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) de julho de 2019, a taxa de desocupação abrangia 11,8% dos brasileiros, ou seja, 12,6 milhões de trabalhadores desempregados.
Ao fazer uma análise da série histórica da pesquisa, percebemos que o desemprego começou a ter números mais alarmantes em 2014, sendo que a estatística de brasileiros com curso superior só foi afetada no ano seguinte, em 2015.
Ou seja, os trabalhadores com níveis mais baixos de escolaridade são os primeiros a serem atingidos no mercado de trabalho pelas crises econômicas que você tanto já deve ter ouvido falar.

EDUCAÇÃO E AVANÇOS TECNOLÓGICOS

Existem muitas coisas sendo automatizadas por aí, e o mercado de trabalho não é diferente. São aqueles processos e serviços realizados por máquinas e robôs de inteligência artificial, como chatbots que atendem os clientes no call center ou em redes sociais, por exemplo.
Um movimento bem parecido acontece nas indústrias. Chamado de 4.0, o uso de tecnologias para automatizar os processos de produção também envolve controles complexos. Em uma linha de produção de carro, além das máquinas que executam a montagem, sistemas acompanham seus desempenhos, ajustam o ritmo e até mesmo indicam a necessidade de troca ou manutenção desses equipamentos.
E como tudo isso está relacionado ao seu diploma de curso superior? Fácil, como você pode imaginar, os postos de trabalhos que são substituídos pelas máquinas estão em nível operacional, ou seja, aqueles que não exigem graduação.
Se a oferta de trabalho de menor complexidade está diminuindo, os cargos que gerem e programam tais sistemas inteligentes estão em alta, e, claro, exigem o curso superior e outras especializações.

EDUCAÇÃO E OBRIGATORIEDADE DE TÍTULO

A graduação é indispensável em alguns setores do mercado de trabalho que exigem obrigatoriedade de ter um título de Ensino Superior para desempenhar uma profissão. É o caso dos médicos, médicos veterinários, advogados e contadores.
Sem os títulos e registro nas entidades de classes, os profissionais não podem trabalhar.

EDUCAÇÃO E VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL

Além dos pontos que mostramos, ainda resta uma questão importante: o salário dos profissionais graduados e seus cargos de especialistas.
A remuneração de profissionais graduados é mais alta porque é compatível ao nível de conhecimento que eles têm e exercem em suas atividades.
Conseguiu perceber que a vida profissional sem um título acadêmico pode ser muito mais complicada? Então, melhor não arriscar e dar continuidade aos seus estudos escolhendo um dos cursos de graduação. Mas qual deles? Confira a seguir as nossas dicas.

DICAS PARA ESCOLHER O MELHOR CURSO DE GRADUAÇÃO NA ÁREA ESCOLHIDA

Agora que você conhece as principais áreas de conhecimento, já pode fazer uma escolha mais consciente. Separamos algumas dicas que vão te ajudar.

FAÇA UMA AVALIAÇÃO PESSOAL

Você precisa considerar algumas coisas além da compatibilidade com as matérias e área do conhecimento. Claro que ela será importante para que você tenha gosto pelo que vai estudar, mas outras habilidades e comportamentos também são superimportantes para sua atividade como profissional.
É aquele ditado famoso do “conhece a ti mesmo”. Faça uma autoavaliação, pense nas suas habilidades, conhecimentos e preferências. De nada adianta estudar Medicina Veterinária e ter medo de animais ou se formar em Enfermagem e não querer lidar com pessoas, concorda?

CONHEÇA A MATRIZ CURRICULAR DOS CURSOS

Cheque quais são as matérias e como os conteúdos são planejados na matriz curricular. Participe também de feiras de profissões e workshops sobre carreira.
É comum, por exemplo, que algumas pessoas enxerguem o curso de Arquitetura como algo mais artístico, ligado exclusivamente à estética, mas, na verdade, ele reúne muitas matérias que envolvem cálculos e desenhos de precisão.

CONVERSE COM PROFISSIONAIS QUE ATUAM NA ÁREA

Se tiver oportunidade, converse com profissionais que atuam na área que te interessa. Questione sobre as possibilidades que o mercado pode proporcionar, quais são suas perspectivas, dificuldades para começar a atuar etc.
Além de trazer uma visão realista da área, essa conversa também pode render frutos profissionais, já que o networking pode trazer ótimas indicações para estágio ou um emprego.

FAÇA UM TESTE VOCACIONAL

Você já deve ter visto que existem alguns testes vocacionais na internet, mas fique de olho! Procure aqueles preparados e conduzidos por psicólogos e profissionais devidamente habilitados. Além disso, leve em consideração não somente suas afinidades com as áreas, mas também suas habilidades, características pessoais e de comportamento.
Além de responder aos questionários, vale ter uma conversa franca sobre as perspectivas, sonhos e objetivos profissionais. Muitas vezes, você tem acesso a aspectos de sua personalidade que não sabia — e eles podem ser muito valiosos para o mercado de trabalho.

CARACTERÍSTICAS DAS GRADUAÇÕES DO TIPO BACHARELADO, LICENCIATURA E TECNOLÓGICA

Depois que você escolher uma área e curso, vai ver várias opções de graduações nas modalidades de bacharelado, licenciatura e tecnológica, algumas em formato Educação a Distância (EAD) e outras no tipo presencial.
Para saber qual delas é a mais interessante para você, leia essas informações que preparamos abaixo:
  • bacharelado é a formação do aluno com conhecimentos e habilidades gerais que o permitem exercer a profissão no mercado de trabalho;
  • licenciatura é a formação que habilita o profissional para que ele exerça a função de educador nos níveis Fundamental e Médio. Para tornar-se professor universitário é preciso seguir com as especializações, fazendo mestrado e doutorado de acordo com a Instituição de Ensino em que for lecionar;
  • graduação tecnológica é uma formação compacta e voltada para as disciplinas práticas do estudo. É diferente do bacharelado, principalmente, por ser mais objetiva e por levar menos tempo para ser concluída;
As três podem ter algumas matérias em formato EAD ou serem ofertadas no ambiente virtual. O aluno precisaria apenas realizar provas e alguns trabalhos na unidade de ensino.

A ESCOLHA DA MODALIDADE DE GRADUAÇÃO

Para fazer uma escolha acertada, é preciso ter um objetivo bem traçado para sua carreira, ou seja, você precisa saber se quer e tem aptidão para dar aulas, por exemplo.
Você também precisa considerar as bases curriculares de cada modalidade, sua flexibilidade de horários e a urgência para a conclusão de um curso superior — nesse caso, o modelo tecnológico seria uma ótima aposta.
Depois de completar a sua primeira graduação, você pode decidir fazer a segunda como obtenção de novo título. Nesse caso, poderia eliminar algumas matérias, diminuindo o tempo até a conclusão.
Imagine, por exemplo, que você tenha decidido cursar jornalismo e se formado como bacharel. Depois, você pode fazer a graduação tecnológica de Produção Multimídia e se aprofundar na produção de vídeos para TV e web.
Você pode adotar essa estratégia em outras áreas também, principalmente aquelas que estão em alta no momento, afinal de contas, ser um profissional que busca aprendizado contínuo tem um grande valor no mercado.

CURSOS QUE ESTÃO EM ALTA NO MOMENTO

Ainda está um pouco confuso e quer conhecer algumas opções? Veja a seguir os cursos que estão em alta no mercado.

ENGENHARIA E CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO

No início deste post, dissemos que os cargos operacionais na indústria e no mercado convencional estavam sendo substituídos pelas máquinas tecnológicas, mas que oportunidades surgiam para aqueles profissionais com formação superior aptos a programar tais tecnologias. Está lembrado dessa conversa?
Por isso, os cursos de Engenharia da Computação e Ciências da Computação estão e poderão ficar em alta por muito tempo no mercado. Os formandos dessas graduações podem atuar em diferentes áreas porque todas elas precisam de profissionais que saibam conduzir o processo de modernização de negócios.

ADMINISTRAÇÃO

Você sabia que esse é um dos cursos mais tradicionais que temos no mercado? E também bem estratégico, afinal de contas, desenvolve o raciocínio analítico, o empreendedorismo e o poder de liderança dos graduandos.
Como você já leu nesse post, a Administração é um curso da área de Humanas, e, apesar de ter disciplinas de Economia, Matemática Financeira e Contabilidade, também prepara o aluno para saber potencializar os recursos humanos em uma empresa, privada ou pública.
Ou seja, o bacharel em Administração pode concorrer aos cargos públicos com as melhores remunerações, atuar no setor privado em cargos analíticos ou de gestão, criar seu próprio negócio, dar aulas ou consultorias. Sua formação permitirá que ele reconheça as engrenagens de uma companhia e saiba como otimizá-la.

DIREITO

Existem muitas questões a serem tratadas na Justiça, correto? Os advogados têm uma boa empregabilidade, mas a atuação deles vai bem além dos tribunais.
Eles também podem integrar entidades públicas, prestar concurso para cargos no governo e se envolver em novas demandas que a tecnologia traz para a sociedade. Você já deve ter ouvido falar de crimes virtuais, transações comerciais com criptomoedas e serviços prestados com drones, certo? É disso que estamos falando.

PSICOLOGIA

Em meio a tantas mudanças, novas prioridades e dependência da tecnologia, as pessoas precisam trabalhar seus sentimentos e comportamentos. A Psicologia será o caminho mais seguro para esse trabalho emocional e de desenvolvimento comportamental.
Psicólogos atuam em consultórios e também nas organizações, ajudando a identificar e trabalhar talentos profissionais que são importantes para o negócio, por exemplo.

PUBLICIDADE E PROPAGANDA

A internet mudou e continuará mudando a forma como as empresas comunicam com seus clientes. Profissionais formados em Publicidade e Propaganda gerenciam agências, criam campanhas comerciais, políticas e institucionais que comunicam e encantam o público.
Os publicitários podem explorar algumas áreas do Marketing Digital, podendo atuar de forma autônoma, dentro de sua própria casa, ou, em grandes empresas, lidando com colegas e gestores. Interessante, né?

A ESCOLHA DE UM CURSO ALINHADO AO SEU PERFIL

E se o curso que você estava querendo não estiver na lista dos mais requisitados do momento? E se não for aquele que seus pais sempre sonharam para você?
A nossa dica é: mantenha a sua escolha e siga o seu perfil pois, durante sua graduação e pelo contato mais aprofundado com temas da sua área de interesse, podem surgir oportunidades de atuação.
Alunos da graduação em Letras, até pouco tempo atrás, não se imaginavam atuando na área de marketing, e, hoje, além de dar aulas e fazer traduções, também escrevem e revisam conteúdos otimizados para os mecanismos de buscas. Ou seja, é possível inovar e repensar todas as profissões!
Além disso, buscar um curso com o qual você não tem afinidade vai fazer com que o seu aprendizado não seja prazeroso, tenha pouca absorção do conteúdo e, por consequência, não forme um bom profissional para o mercado.

RECOMENDAÇÕES PARA A ESCOLHA DE UMA BOA UNIVERSIDADE PARTICULAR

Antes de escolher sua universidade, você precisa saber quais características ela deve ter e que fazem diferença no seu aprendizado. Em uma lista básica, confira se:
  • a infraestrutura da universidade é moderna e atende a todos os cursos, mesmo aqueles que não dependem de laboratórios;
  • o corpo docente é qualificado;
  • a mensalidade é condizente com os diferenciais que a Universidade oferece;
  • a nota do Enade é satisfatória;
  • a universidade é reconhecida pelo MEC;
  • tem boa reputação no mercado de trabalho;
  • é inovadora e utiliza sistemas de gestão acadêmica para facilitar a rotina e relacionamento com o aluno;
  • tem projetos extracurriculares para incentivar e trazer atualidades do mercado para seus alunos;
  • a matriz curricular do curso está atualizada com as novas demandas da área;
  • a universidade oferece outros cursos para dar continuidade aos seus estudos.
Quer ver algumas dessas características na prática? Então acompanhe.

PONTOS FORTES DA UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA

A Universidade Veiga de Almeida (UVA) tem mais de 45 anos de história, por isso a percepção do mercado em relação aos alunos formados na instituição é ótima. Além disso, também podemos apontar outros diferenciais. Confira.

INFRAESTRUTURA

A UVA tem um sistema de bibliotecas com gestão informatizada do acervo de seus três campi. Seus laboratórios são bem equipados e prontos para atender dinâmicas de aprendizagem em diversos cursos, como: Ciências da Computação, Jornalismo, Educação Física, Enfermagem, Nutrição, Odontologia, Direito etc.
O Centro de Saúde Veiga de Almeida, além de prestar um serviço à comunidade, também oferece aos alunos de Odontologia, Fisioterapia e Fonoaudiologia a oportunidade de praticar seus conhecimentos de forma orientada.

OFERTA DE CURSOS E CORPO DOCENTE

São mais de 150 cursos ofertados nos tipos graduação tradicional, graduação tecnológica, extensão, pós-graduação, mestrado e doutorado, variando nas modalidades a distância ou presencial.
O corpo docente da UVA é altamente qualificado e tem grande experiência no âmbito acadêmico e do mercado de trabalho, o que enriquece as aulas com exemplos práticos que os alunos vão vivenciar no futuro.

METODOLOGIA HANDS ON E UVA MAKER

A metodologia hands on é aquela em que o estudante conduz seu próprio aprendizado em atividades propostas pelo curso, por isso, é usada em diversos momentos. Os graduandos são convidados a planejar, criar e colocar a mão na massa para concluir seus projetos.
UVA maker é um projeto pedagógico da instituição que visa ao desenvolvimento das habilidades profissionais dos alunos criando um cenário de discussão sobre problemas do futuro.
Empreendedorismo, inovação, comunicação e visão analítica. Essas e outras habilidades são exploradas nos projetos que obedecem a uma agenda proposta e acompanhada pelos docentes da UVA, como os 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Agenda 2030).

MENSALIDADE E FINANCIAMENTO

As mensalidades da UVA são compatíveis com o tipo de curso escolhido e estão na média do mercado de educação superior. Além disso, ela oferece programas de financiamento, como PRAVALER e FIES, além de benefícios e convênios.

BENEFÍCIOS UVA

Cada modalidade de ensino tem um conjunto de benefícios diferenciados. Dando ênfase à graduação, podemos citar o curso online gratuito de idiomas, os programas de intercâmbio acadêmico e o curso internacional de liderança e empreendedorismo, também sem custo!
Você consegue perceber que, mais do que escolher um curso de graduação, essa decisão pode mudar seu futuro no mercado de trabalho, trazer satisfação e novas experiências?
Por isso, acreditamos que essa escolha deve ser feita com muita calma e a partir de uma avaliação pessoal. Ouvir conselhos dos pais, parentes e amigos é sempre importante, mas quem vai seguir com os estudos e com a carreira profissional a partir daquele momento será você, não é mesmo? E, embora nada seja imutável, organizar seus pensamentos pode ajudar a optar por um bom caminho.
E então, você já sabe quais dos cursos de graduação te atraem mais? Eles estão relacionados às disciplinas da escola de que você mais gostava? Comente no post quais as suas preferências.