Confira as adequações no campus da UVA para receber os alunos

Diante do novo normal, o papel das instituições de ensino continua a ser impulsionar o conhecimento. Para isso, é primordial estar a par das novidades e decisões e, assim, adaptar atividades, tecnologias e metodologias. Tendo isso em mente, a Universidade Veiga de Almeida investiu em esforços para equilibrar proteção e ensino de qualidade. Assim, você pode ter mais tranquilidade nos estudos.
Para esclarecer como tem sido a adaptação da instituição e do campus UVA, conversamos com Andréa Palma, gerente de serviços e operações na universidade, que nos conta como a instituição receberá os alunos. Confira!

O TRABALHO DA UVA DURANTE A QUARENTENA

Desde março, quando as medidas de prevenção foram declaradas, o país convive com os receios da contaminação e as consequências impostas pelo isolamento social. A pandemia obrigou muitas pessoas a adiarem algumas atividades e a ajustarem outras. Diante disso, a adequação ao novo contexto educacional foi necessária para todas as instituições.
A UVA, no entanto, não enfrentou dificuldades para se inserir 100% no ensino online. Parte dessa facilidade se deve ao fato de a universidade ter experiência forte no digital, já que praticava essa educação antes de a pandemia chegar. Foi preciso, somente, encaixar a experiência de ensino e de metodologia maker, adotando a virtualização das aulas.
Como exemplo dessa mudança, podemos citar o atendimento online, propiciado pelos projetos de apoio à comunidade. Eles fazem parte da metodologia de ensino da UVA, que busca implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), levando os alunos a desenvolverem um lado criativo, com programas de sustentabilidade.
Lives feitas por profissionais da comunicação, suporte gratuito ao preenchimento da Declaração de Imposto de Renda e auxílio à rotina alimentar familiar foram algumas das novas implementações. Ou seja, os alunos continuaram aprendendo e a comunidade seguiu recebendo suporte, ainda que tenha mudado o formato do projeto.
Para manter a qualidade das aulas logo no começo da quarentena, os professores tiveram treinamentos e qualificações. Também houve investimento em plataformas e aplicativos para tornar o ensino mais dinâmico e interativo.
Tendo em mente a manutenção da segurança, a UVA tem restringido a permanência dentro da universidade. Andréa conta que essa decisão não foi fácil, mas foi bem refletida.
“Repensamos muito a questão do convívio social. É complicado, porque sabemos que os estudantes aproveitam o ambiente da universidade não apenas para assistir às aulas. Eles querem confraternizar, tomar um café, bater um papo. São questões importantes, mas também é necessário o cuidado e a responsabilidade em relação a isso”, explica.
“Estamos bem fechados, só com aulas práticas, para evitar aglomeração, já que a abertura requer unir todos: alunos, professores e demais funcionários. Com essa limitação, as pessoas só podem comparecer ao campus UVA com autorização”, completa.
As aulas, então, continuam no modelo 100% online, com exceção da parte prática, focada, principalmente, na área da saúde.

AS ADEQUAÇÕES NO CAMPUS UVA PARA A VOLTA ÀS AULAS

Andréa conta que a adequação do campus da UVA está bastante alinhada às regras do Estado do Rio de Janeiro e ao protocolo da OMS. Por isso, foram adotados:
  • tapetes sanitizantes;
  • medição de temperatura;
  • adequação dos espaços com utilização de acrílico;
  • marcação de boas práticas de distanciamento;
  • instalações de álcool em gel na parede e de pedal;
  • álcool líquido 70% em borrifadores e papel-toalha em cada ambiente, para que as pessoas higienizem as mesas de trabalho, nos setores em que estão;
  • uso de máscara indispensável;
  • utilização de EPIs e de outros itens, de acordo com a necessidade diária.
A UVA está disponibilizando todos esses materiais, conforme as regras do Ministério da Saúde. Além disso, professores e funcionários receberam máscaras. Alguns, dependendo do setor, ainda ganharam óculos e outros equipamentos específicos. Afinal, a segurança da equipe também é a sua segurança, concorda?

RETOMANDO OS PLANOS DE ESTUDAR COM SEGURANÇA NO NOVO NORMAL

Se você está matriculado em cursos de aulas práticas, poderá contar com o encontro presencial. No entanto, há restrição em relação à quantidade de pessoas por ambiente. “Apenas 30% de ocupação do limite da sala pode ser usado. Assim, turmas de laboratório com muitos estudantes terão que ser divididas em vários grupos, e os professores darão a mesma aula diversas vezes”, conta Andréa.
Além disso, cada campus UVA tem o diferencial de oferecer espaços abertos, ao ar livre. Isso é uma vantagem e aumenta a segurança, facilitando o cumprimento das regras de distanciamento, desde que, claro, todos estejam com as proteções adequadas.
A UVA usou todo o período da pandemia para se reestruturar. “Investimos em melhorias diárias relativas à segurança, ao trabalho presencial e ao ensino remoto. Está dando muito certo e os alunos estão felizes em ver os cuidados com todos os envolvidos. Estamos em um novo mundo, cada dia é um novo dia e estamos todos aprendendo juntos”, analisa Andréa.
Além da dedicação da instituição para priorizar a segurança, Andréa menciona que a UVA procura se atualizar e munir todos de informações. “Estamos preparando materiais para distribuir a estudantes e funcionários, para que tirem dúvidas e tenham mais orientações. Estamos constantemente nos atualizando com as regras de ouro do estado do Rio de Janeiro e da Anvisa, assim como sempre estamos sempre atentos às novidades e participando de webinars, para adquirir novos conhecimentos”.
Para facilitar o seguimento das regras, também foram espalhados avisos e informações pela universidade. “Acrescentamos placas, adesivos, banners com sinalizações de boas práticas e de prevenções. Todos terão acesso até a esclarecimentos mais simples, como um tutorial de lavar as mãos e um passo a passo de como usar as máscaras. Tudo para garantir mais proteção”, relata Andréa.
Como você viu, o campus UVA está adaptado e preparado para receber todos com segurança. E essa preocupação da universidade vai além do ambiente educacional. “Todos aqui nos preocupamos não apenas com o universo Veiga de Almeida, mas também com todos os ambientes, desde quando saímos de casa. É uma questão de viver em sociedade. Ao nos protegermos, também asseguramos a saúde de quem está ao nosso redor”, finaliza Andréa.
Gostou de ficar por dentro das inovações no campus da UVA? Caso tenha ficado com dúvidas ou precise de alguma informação não comentada no texto, entre em contato!