Você está aqui

Notícia

< Voltar

Notícia < Voltar

Campus: 
Campus Tijuca
Campus Barra da Tijuca
Campus Cabo Frio
Campus Botafogo

Projeto monitora atropelamento de fauna nas estradas

Thaís Magalhães, estagiária da Comunicação Institucional   |    Campus Tijuca Campus Barra da Tijuca Campus Cabo Frio Campus Botafogo

Curso de capacitação instruirá profissionais que trabalham nas unidades de conservação do estado

 

O projeto Estratégias para Mitigação e Tecnologia para Monitoramento dos Atropelamentos de Fauna em Estradas do Estado do Rio de Janeiro tem como objetivo desenvolver um aplicativo para proteger a fauna nas estradas e gerar informações para gestão das Unidades de Conservação e Licenciamento Ambiental no estado. Enquanto o aplicativo não fica pronto, a coordenadora do projeto, Cecília Bueno, vem organizando um curso de capacitação em conjunto com a professora Natalie Olifiersdo mestrado de Ciências do Meio Ambiente da Universidade Veiga de Almeida (UVA).

 

O curso de capacitação vem sendo montado com a intenção de treinar gestores, monitores e guardas florestais para realizarem o monitoramento e registro dos animais atropelados em estradas no entorno das Unidades de Conservação do Estado do Rio de Janeiro. Será ensinada a metodologia de coleta e registro, além de informações sobre manejo e conservação das espécies.

 

No momento, estão sendo coletados dados das rodovias federais que cortam o estado do Rio de Janeiro e de pesquisadores. O projeto conta com o apoio de três alunos da UVA: Luiz Felipe, de Ciências Biológicas, Ana Gabriela, de Engenharia Ambiental, e Marcelo Cupello, do mestrado em Ciências do Meio Ambiente, que é responsável pela Gestão de Fauna do Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

 

Cecília faz parte de projetos em ecologia de estradas e pesquisas relacionadas ao tema há 16 anos, onde parte delas são desenvolvidas na UVA. Sozinha, ela começou um mapeamento para desenvolver o aplicativo e apresentou o projeto ao Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro (CEPERJ), que abraçou a ideia. “Queremos desenvolver um aplicativo para tornar possível ter o cidadão cientista, aquele que vai nos ajudar a reunir informações sobre atropelamento de fauna no estado”, explica. 

30/ago/2021

Tema:
Graduação,

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com os nossos TERMOS DE USO E POLITICAS DE DADOS. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.