UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Engenheiro civil apresenta solução para alagamento das cidades

Engenheiro civil apresenta solução para alagamento das cidades

12 de abril de 2017

Blocos para pavimentação permeáveis, feitos com resíduos da construção civil, possibilitam o escoamento da água da chuva

Uma solução para minimizar dois problemas recorrentes nos grandes centros: o passivo ambiental gerado pela construção civil e os alagamentos causados pela falta de permeabilidade das vias urbanas pavimentadas. Pensando nisso, o engenheiro civil e mestre em Ciências do Meio Ambiente pela Universidade Veiga de Almeida (UVA) Vinícius Dias Fonseca desenvolveu blocos para pavimentação permeáveis, feitos 100% com resíduos da construção civil.

O professor conta que o trabalho começou a ser desenvolvido na sua segunda graduação, de Engenharia Civil, quando realizou um estudo de caso sobre a permeabilidade dos principais tipos de pavimentação usados no município de Cabo Frio, entre eles massa asfáltica, blocos e concreto. O estudo detectou que o sistema de drenagem das águas pluviais não comporta o volume das chuvas mais fortes, o que gera alagamentos pelo excesso de água acumulada nas ruas. O tipo de pavimentação, geralmente impermeável, é outro fator que contribui significativamente para essa situação. Com a substituição da pavimentação por blocos permeáveis, esse acúmulo de água pode ser absorvido, sendo incorporado pelo solo e lençol freático, além de diminuir o fluxo de água nas galerias pluviais, que na cidade costumam ser compartilhadas com o sistema de captação de esgoto.

Encontrar o produto ideal foi o desafio do mestrado. Depois de vários testes, o trabalho de pesquisa apresenta a viabilidade técnica e financeira da produção de blocos permeáveis feitos com 100% e 75% de resíduos da construção civil. Os blocos passaram por ensaios em laboratório e foram instalados em um estacionamento de veículos pesados, com aprovação plena, de acordo com as normas previstas para testes laboratoriais. O professor lembra que o reaproveitamento de resíduos não é uma novidade, pois tem sido utilizado desde a Segunda Guerra, mas o maior ganho da proposta está na questão socioambiental, por apresentar respostas a problemas concretos da sociedade moderna. “São problemas que interferem diretamente na qualidade de vida e saúde da população”, destaca.

A ideia do docente é dar continuidade aos estudos, explorando outros tipos de resíduos, inclusive industriais. “O incentivo dos professores e o apoio da Universidade foram essenciais para esta conquista”, enfatiza, citando que a infraestrutura de laboratórios possibilitou transformar uma ideia em um produto, com comprovada eficácia.


Premiação

O trabalho de conclusão de curso da graduação, com a pesquisa de campo que acabou sendo aprofundada no mestrado, foi um dos vencedores do V Prêmio Crea-RJ de Trabalhos Científicos e Tecnológicos 2016. A premiação ocorreu em cerimônia realizada na última quinta-feira (6). Ao todo, 179 autores foram premiados com 87 trabalhos de 19 instituições de ensino. Sua orientadora, a coordenadora do curso de Engenharia Ambiental Flávia Targa, salienta a importância dos alunos fazerem trabalhos de conclusão de curso visando desenvolver a própria autonomia e crescimento profissional. “O Vinícius, desde o início da graduação, destacou-se pela busca pelo conhecimento e aprofundamento das questões que julgava relevantes. Esse prêmio reflete esse comprometimento”, enfatiza a professora.

fotos da galeria