UVA - Universidade Veiga de Almeida

Cursos de Graduação, Pós-Graduação, Mestrado e Extensão

Universidade Veiga de Almeida

Ligue para a UVA (21) 2574 8888


Acesso ao Sistema

Aluno
Professor
Esqueci a senha

Início > Notícias > Alunas de Relações Internacionais entrevistam ativista palestina

Alunas de Relações Internacionais entrevistam ativista palestina

03 de abril de 2018

Bate-papo com a Dr. Hanan Ashrawi faz parte do projeto de TCC

As alunas Amanda Queiroz, Isabella Loyola e Mariana Siqueira, do curso de Relações Internacionais da Universidade Veiga de Almeida (UVA), entrevistaram a Doutora Hanan Ashrawi, fundadora da Iniciativa Palestina pelo Diálogo Global e Democracia (MIFTAH). A conversa feita por Skype foi uma das etapas do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) das futuras profissionais.

“Foi emocionante poder fazer todas as perguntas desde política internacional até o feminismo. A visão da Dr. Ashrawi foi incrivelmente importante para moldar nossa pesquisa e totalmente enriquecedora para nós. O contato que tive com ela no início, antes da gravação e no final da entrevista, foram totalmente importantes para mim como pessoa e futura internacionalista”, destaca Mariana.

Já Amanda Queiroz fala como está ansiosa para escrever o TCC e colher os frutos desse trabalho. “Eu me senti realizada enquanto estudante. Tínhamos várias questões que ela respondeu brilhantemente. Sua desenvoltura foi incrível principalmente nos temas mais sensíveis, como a questão da religião e da discriminação de gênero que segundo ela, destrói os recursos da segurança”.

O professor de Relações Internacionais da UVA, André Sena, destaca o quão importante foi essa entrevista pelo fato das alunas terem conseguido falar com uma figura tão grande no cenário político internacional. Ele destaca a era da internet como sendo o grande fator de ajuda para que se pudesse tornar possível algo que anos atrás seria impensável.

“Essas meninas resolveram fazer um trabalho sobre o protagonismo das mulheres no Oriente Médio, principalmente, no mundo árabe. Sugeri um estudo de caso sobre a Dr. Ashrawi e elas fizeram a pesquisa. Mas para minha surpresa elas conseguiram algo inimaginável, que foi uma entrevista por Skype com ela. Eu considero isso um feito genial e inédito na Veiga”, ressalta.

O professor ainda destaca como essa entrevista é um ganho para a universidade e, principalmente, para o curso de Relações Internacionais por mostrar o incentivo a pesquisa dos alunos e estimular a circulação do pensamento.

“Só numa era como a da globalização é possível que alunas de uma universidade da Tijuca, no Rio de Janeiro, falem por Skype, em inglês, com uma líder palestina na Cisjordânia. Isso é uma vitória não só para elas mas para toda a instituição”, finaliza.

*Texto produzido por Victor Nigri, do Laboratório de Comunicação Corporativa, campus Tijuca