Você está aqui

Notícia

< Voltar

Notícia < Voltar

Campus: 
Campus Tijuca
Campus Barra da Tijuca
Campus Cabo Frio
Campus Botafogo

Saiba como combater os sintomas pós-covid com a alimentação

Thayná Titoneli, assistente da Comunicação Institucional   |    Campus Tijuca Campus Barra da Tijuca Campus Cabo Frio Campus Botafogo

Professora do curso de Nutrição lista quais os alimentos ajudam a enfrentar consequências da doença, como perda de massa muscular, queda de cabelo e fadiga

 

A covid-19 é uma doença que pode deixar sequelas meses após o contágio. São muitos os relatos de pessoas que ainda precisam encarar alguns sintomas após a fase aguda, como intensa queda de cabelo, fadiga e perda de massa muscular devido ao desgaste das células do sistema imunológico durante o processo inflamatório. Pensando nisso, a professora Glaucia Justo, do curso de Nutrição da Universidade Veiga de Almeida (UVA), reuniu os principais alimentos que combatem essas reações causadas pelo vírus.

 

“A perda de massa muscular pode estar diretamente ligada ao cansaço respiratório e a alteração do olfato e do paladar, fazendo com que o processo de alimentação deixe de ser algo prazeroso”, explica Glaucia. Neste caso, a professora recomenda a ingestão de alimentos que provoquem a recuperação do peso perdido assim como o equilíbrio do sistema imunológico, como aqueles que são fontes de proteína tanto de origem animal (carnes brancas e vermelhas, ovos, queijos e leite) quanto vegetal, podendo apostar nos grãos (arroz, feijão, soja, lentilha, grão-de-bico, entre outros).

 

Glaucia também ressalta que a qualidade da comida é um fator primordial para auxiliar na recuperação: “De uma maneira geral, é importante que sejam alimentos que nós chamamos de ‘comida de verdade’, evitando assim todo tipo de produtos processados, como o hambúrguer, por exemplo”.

 

Já para a queda de cabelo, sintoma que assusta principalmente as mulheres, a nutricionista sugere a inserção de alimentos ricos em selênio e zinco, como castanhas e nozes, além de manter uma alimentação saudável e balanceada também com a ingestão de proteína animal e vegetal.

 

A maneira como o alimento é preparado também influencia no processo de fortalecimento do corpo após a infecção. Para combater a fadiga, que provoca uma sensação constante de fraqueza e cansaço, a professora sugere uma alimentação leve, com alimentos fáceis de serem deglutidos: “Quando a pessoa ainda se encontra com esse cansaço em um quadro de pós-covid, recomendamos uma alimentação branda e que não dê muito trabalho durante a mastigação. Por isso, é importante inserir alimentos bem cozidos, batidos ou desfiados”.

23/nov/2021

Tema:
UVA,

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com os nossos TERMOS DE USO E POLITICAS DE DADOS. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.