Está pensando em fazer faculdade de Psicologia? Este guia é para você!

Por UVA, Outubro 13, 2020

O curso de Psicologia é uma ótima alternativa para quem quer entender mais sobre o ser humano, suas ações, relações e desafios. É uma área muito abrangente e que pode ser direcionada conforme as preferências do aluno.
 
Se você quer saber se é a melhor alternativa para o seu caso, é importante conhecer bem as características do curso, as possibilidades de atuação no mercado de trabalho e o que se espera do estudante e do futuro profissional. De qualquer forma, a Psicologia é uma carreira que demanda muita dedicação, pois lida com a saúde das pessoas.
 
Além de saber mais sobre essa ciência, é interessante conhecer as instituições de ensino e o que elas podem oferecer ao seu currículo. Isso porque, geralmente, elas têm pontos fortes e fracos, o que faz diferença na preparação para a área.
 
Quer saber mais a respeito dessa graduação? Tire suas dúvidas neste guia completo sobre o assunto!
 

AS CARACTERÍSTICAS DA ÁREA DE PSICOLOGIA

Antes de conhecer mais do curso, é importante saber um pouco sobre as características da área, que estuda os fenômenos psíquicos e o comportamento humano. Com isso, ajuda a prevenir, tratar e amenizar diversos problemas dessa ordem.
 
O acompanhamento pode ser individual, em atendimentos clínicos, por exemplo, ou em grupos, como nas escolas. Os psicólogos também podem trabalhar em empresas e instituições.
 
Existem alguns mitos sobre a Psicologia que são importantes esclarecer. Veja abaixo:
 
  • QUEM VAI AO PSICÓLOGO É LOUCO OU FRACO 

          O profissional ajuda pessoas com patologias, mas também atende quem busque por autoconhecimento e queira lidar com suas questões pessoais;

 
  • PSICÓLOGO SABE O QUE AS PESSOAS PENSAM

          Não, os psicólogos não sabem o que você está pensando. Eles conduzem as pessoas à autodescoberta, ao entendimento das dificuldades e a como se relacionar com o mundo;
 
  • PARA FAZER PSICOLOGIA, É PRECISO SER SEMPRE EQUILIBRADO 

          Esse profissional é um ser humano como qualquer outro e possuem suas questões próprias. Além disso, os psicólogos também devem fazer terapia;
 
  • PSICÓLOGO INDICA MEDICAÇÕES 

       Apesar de lidarem com a área da saúde, eles não prescrevem medicamentos, esse é um trabalho do psiquiatra;
 
  • TERAPIA É O MESMO QUE CONVERSAR COM UM AMIGO 

          Por mais que seja ótimo conversar com amigos, o psicólogo escuta suas dores sem julgamento e oferece ajuda com base em métodos cientificamente certificados.
 
Dessa forma, os psicólogos estão presentes em muitos setores e têm uma atuação fundamental para ajudar a sociedade a lidar com as suas dores, expectativas e desafios.
 

A ESTRUTURA DO CURSO DE PSICOLOGIA

A faculdade de Psicologia faz parte da área de ciências humanas e dura, em média, 5 anos. Ela pode ser oferecida em um turno ou na modalidade integral. Para avaliar a afinidade com o curso, é relevante entender a sua estrutura. Conheça mais a respeito.
 

LICENCIATURA OU BACHARELADO?

Essa graduação pode ser feita em duas modalidades: licenciatura ou bacharelado. A diferença é que a licenciatura é mais voltada para a educação, o que confere a habilitação para dar aulas em cursos técnicos, por exemplo. Já no caso do bacharelado, a formação é focada na prática.
 
Algumas instituições de ensino oferecem as duas modalidades para serem feitas simultaneamente ou separadas. Essa definição varia conforme as regras da universidade.
 

É POSSÍVEL CURSAR PSICOLOGIA A DISTÂNCIA?

Atualmente, é possível optar por muitos cursos na forma da educação a distância. Porém, ainda não existe uma metodologia que permita a graduação em Psicologia EaD. Isso porque essa é uma área com muitas atividades práticas, vivências em laboratório e acompanhamento com o professor.
 
Apesar disso, alguns cursos de pós-graduação em Psicologia podem ser feitos de forma semipresencial, com reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) e sem nenhuma perda em qualidade.
 

QUAIS SÃO AS OUTRAS ATIVIDADES QUE COMPÕEM A FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO?

Além das aulas, é muito importante que o aluno se dedique a outras atividades que fazem parte da sua formação. Os congressos, seminários e palestras, por exemplo, ajudam a entender mais sobre temas específicos, que nem sempre são abordados nas aulas. Afinal, trata-se de uma área de estudos muito ampla para se aprofundar em tudo.
 
Da mesma forma, existe o estágio obrigatório, que traz a experiência prática de atuação, com o acompanhamento dos professores. Ele é essencial para o aprendizado e oferece uma oportunidade significativa de formação profissional.
 

O QUE É CRP?

Algumas siglas fazem parte da rotina dos profissionais da área e é bom conhecê-las, até mesmo para buscar o atendimento de um psicólogo que seja certificado. Assim, existem os Conselhos Regionais de Psicologia (CRPs) que regulamentam essa profissão. Como o nome indica, ele é dividido por regiões e conta com 23 sedes no Brasil.
 
É possível que você já tenha visto algum profissional se apresentar e indicar o seu CRP. Depois de se formar, todo psicólogo precisa estar inscrito no CRP para que possa atuar, independentemente da área escolhida. Esse código numérico é o que garante que ele segue as diretrizes da profissão.
 
Também existe um órgão nacional, o Conselho Federal de Psicologia (CFP), que coordena os regionais e determina as regras em vigência em todo o território brasileiro.
 

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE PSICOLOGIA E PSIQUIATRIA?

Uma dúvida frequente em quem tem interesse por áreas que estudam a mente humana é sobre a diferença entre a Psicologia e a Psiquiatria. São profissões distintas, apesar de suas semelhanças e da possibilidade de atuarem em conjunto.
 
A Psicologia, como vimos, é uma graduação dedicada a compreender o ser humano e encontrar métodos baseados em estudos científicos para ajudar a lidar com as mais diversas questões.
 
Por outro lado, a Psiquiatria é uma especialidade exclusiva para médicos e, dessa forma, é preciso fazer o curso de medicina e a residência em Psiquiatria. Ainda que esse profissional converse e use outras técnicas de tratamento, ele é mais voltado ao cuidado das patologias e, como mencionamos, prescreve medicações.
 

A MATRIZ CURRICULAR DA FACULDADE DE PSICOLOGIA

Como todas as graduações, a matriz curricular depende de cada instituição. Apesar disso, alguns temas essenciais fazem parte da sua estrutura, para que permitam ao profissional conhecer mais sobre as áreas em que se pode atuar, com base nas diretrizes do CFP.
 
Assim, a formação tende a ser generalista, apresentando os fundamentos da área. Conhecimentos mais específicos podem ser desenvolvidos no nível de pós-graduação. Dessa forma, a matriz curricular compreende as bases:
 
  • biológicas;
  • éticas e legais;
  • históricas;
  • filosóficas;
  • práticas.
 
A partir desse aprendizado, o estudante constrói a sua maturidade acadêmica até que se torne apto a atuar. Nesse contexto, geralmente os estudantes são preparados para:
 
  • observação;
  • avaliação;
  • processo;
  • diagnóstico;
  • condução;
  • tratamento.

 

O QUE SÃO ABORDAGENS PSICOLÓGICAS?

Além das matérias que oferecem as bases da área, também são estudadas as abordagens psicológicas. Dentro do curso, o estudante conhece as principais delas e escolhe com qual tem maior afinidade para se especializar.
 
As abordagens se diferenciam pelo objeto de estudo e o método de trabalho. Por exemplo: na psicanálise o objeto é o inconsciente, na comportamental é o comportamento, na fenomenológica é a relação entre sujeito e objeto, entre outras.
 

AS ÁREAS DE ATUAÇÃO E AS ESPECIALIZAÇÕES DA PSICOLOGIA

Como vimos, essa é uma área de estudos muito ampla e que conta com diversas possibilidades de atuação. Para aprofundar os conhecimentos em determinada especialidade, o melhor caminho é fazer os cursos de pós-graduação, que trarão maior propriedade para lidar com o segmento escolhido. Conheça algumas das principais áreas dessa profissão.
 

PSICOLOGIA ESCOLAR

Esse profissional trabalha em escolas, observando os melhores meios de oferecer um ambiente adequado para a aprendizagem. Também pode atuar na elaboração de projetos pedagógicos, em secretarias de educação e outros setores afins, na promoção de melhores experiências de formação e em apoio aos educadores.
 

PSICOLOGIA CLÍNICA 

A área clínica é a mais comum, caracterizada pelo atendimento individual. Normalmente é ela que os estudantes almejam ao ingressarem no curso. Para esse tipo de acompanhamento, é fundamental exercitar a escuta e o acolhimento dos sofrimentos das pessoas.
 

PSICOLOGIA HOSPITALAR 

O trabalho em hospitais acolhe pessoas em seu processo de adoecimento e recuperação, além de oferecer auxílio às famílias. Pode atender em grupos de apoio, individualmente, e também participar dos cuidados paliativos — atendimento multidisciplinar para pessoas em estados extremos de saúde.
 

PSICOLOGIA FORENSE

Esse é um segmento mais voltado às questões criminais e jurídicas. O profissional observa a conduta das pessoas diante de situações legais, o que ajuda a humanizar os processos judiciais, sempre com respeito à neutralidade e à ética profissional. É possível observar tendências de um infrator, prestar atendimento às vítimas, atuar em centros socioeducativos, entre outros.
 

PSICOLOGIA DO ESPORTE

Na área esportiva, o psicólogo ajuda atletas de alto nível e outros profissionais a alcançarem o melhor desempenho, oferecendo apoio às suas questões emocionais. Também podem atuar com outros públicos, na promoção da qualidade de vida, com orientações sobre a atividade física na redução do estresse, promoção da saúde, prevenção de lesões por excesso de exercício etc.
 

PSICOLOGIA DO TRÂNSITO

Antes de emitir a habilitação para dirigir é preciso passar por uma avaliação psicológica. Essa área de estudos analisa o comportamento no trânsito e, com isso, investiga as condições mais seguras para o fluxo de veículos e de pessoas nas ruas e estradas.
 

PSICOLOGIA DO TRABALHO

As empresas também contam com esses profissionais para cuidarem dos recursos humanos, dos processos de recrutamento, da melhoria nas relações internas e elaboração dos planos de carreira.
 

PSICOLOGIA SOCIAL

O trabalho social é mais coletivo, próximo da sociologia e tem por objetivo a promoção da saúde mental da população. É possível atuar em ONGs, asilos, penitenciárias, orfanatos, entre outros. Seu objetivo é promover a saúde mental, a melhoria das relações e o acolhimento.
 

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL 

A orientação profissional oferece um acompanhamento profundo de pessoas que precisem de apoio para encontrar ou direcionar a carreira. Conta com muitas etapas, entre elas o teste vocacional, que pode ser oferecido em escolas ou pela procura individual. Com isso, ajuda no processo de autoconhecimento, para alcançar a satisfação pessoal e no trabalho.
 

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR 

Para que as propagandas e as estratégias de vendas funcionem bem, é importante que se compreenda o que leva uma pessoa a desejar e adquirir um produto ou serviço. Assim, a psicologia contribui com os estudos sobre o comportamento do consumidor, que ajudam muito a melhorar os resultados das marcas.
 

NEUROPSICOLOGIA 

Uma área em grande crescimento é a da neuropsicologia, que estuda as estruturas cerebrais para lidar com temas complexos, como: sequelas de traumatismo, demência, dislexia ou o processo cognitivo.
 

PESQUISA ACADÊMICA 

Os cursos de graduação, em geral, oferecem a possibilidade de construir uma carreira acadêmica. Nesse caso, dedica-se à pesquisa científica para desenvolver novos conhecimentos e soluções naquela área. É uma profissão elementar, mas que exige dedicação intensa aos estudos e investimento nas pós-graduações.
 

O MERCADO DE TRABALHO PARA PSICÓLOGOS

Como deu para perceber, existem muitas possibilidades de atuação que vão além do atendimento clínico. Além das áreas destacadas, o mercado de trabalho oferece muitas outras oportunidades ótimas para quem se forma nessa graduação.
 
Isso porque, diante das mudanças sociais, políticas e econômicas, é frequente que as pessoas fiquem perdidas e precisem do apoio de alguém que saiba compreender o ser humano. O acompanhamento psicológico vem sendo cada vez mais valorizado, com os debates frequentes a respeito dos cuidados com a saúde mental e o bem-estar.
 
Nesse sentido, as novas mídias, como as redes sociais, têm um papel importante na quebra dos preconceitos e desconstrução dos mitos frequentes já citados. É possível usar esses espaços para educar o público e mostrar um pouco mais sobre o seu trabalho, o que amplia muito o alcance e reforça o seu nome como uma autoridade no assunto.
 
Assim, o cenário é de boa empregabilidade e muitas opções de caminhos a seguir. Dessa maneira, é possível guiar o desenvolvimento profissional de acordo com as próprias afinidades.
 

COMO É A REMUNERAÇÃO PARA PSICÓLOGOS?

A remuneração depende do ramo de atuação, mas os salários costumam ser bons. A estabilidade do mercado também é um ponto a ser ressaltado. Trata-se de uma área com grande procura e que está entre as profissões do futuro.
 
Ela tem perspectivas de ser cada vez mais valorizada, pois esses profissionais têm tido o reconhecimento de seu papel essencial para a sociedade. Isso porque, ajudam a lidar com os desafios e demandas da realidade atual, de rápidas mudanças e necessidade de adaptações constantes.
 
Para conseguir uma boa colocação, é fundamental se dedicar ao aprendizado e investir em especializações. Isso é o que trará mais segurança ao abordar a área escolhida e fará com que o seu currículo ganhe destaque.
 

O PERFIL IDEAL DO PSICÓLOGO

Como se trata de uma área com estudos e trabalhos muito amplos, é possível que pessoas com diferentes características se identifiquem com ela. Além disso, quando se tem afinidade com o curso escolhido, as características podem ser desenvolvidas com o tempo. Veja alguns atributos que podem ajudar nessa formação.
 

GOSTAR DE LEITURA

Esse é um curso que envolve atividades práticas, mas também conta com muita leitura. Por isso, ter disposição para ler textos reflexivos é um ponto importante. Mesmo após a formação, eles farão parte da sua rotina, afinal, sempre será preciso aprender mais para melhorar a sua prática.
 
É preciso saber que os estudos tendem a ser aprofundados, por tratarem diretamente com o psicológico das pessoas. Os textos trabalhados nas aulas ajudarão a compreender um fenômeno de maneira completa, permitindo atuar da melhor forma. Porém, não se assuste, pois os cursos oferecem o apoio ao aluno para que ele acompanhe tudo.
 

TER INTERESSE EM ASSUNTOS RELACIONADOS AO SER HUMANO

Desvendar o funcionamento da mente é instigante. Por isso, ser uma pessoa curiosa e querer sempre aprender mais são atitudes que ajudam a ir além no aprendizado. Essa área trabalha especificamente com as questões humanas, então ter interesse no tema é fundamental.
 

SER UMA PESSOA EMPÁTICA

Justamente por se tratar de uma área voltada para o ser humano, a empatia é essencial. Considerar as limitações, os desafios e os afetos das outras pessoas é necessário para quem deseja seguir uma carreira profissional na psicologia.
 

CONHECER OS PRÓPRIOS LIMITES 

É muito comum que as pessoas pensem que psicólogos não sofrem, não têm momentos difíceis ou que não sentem medos e incertezas. No entanto, esses profissionais são seres humanos e também precisam reconhecer os próprios limites e enfrentar situações desafiadoras. Isso é decisivo para equilibrar o cuidado com a saúde das pessoas atendidas e o próprio bem-estar.
 

VALORIZAR A COMUNICAÇÃO

De maneira geral, é importante que as pessoas dessa área priorizem o diálogo e a resolução dos problemas por meio da comunicação. Isso não significa necessariamente ter que ser uma pessoa extrovertida, mas é bom que exista um interesse em desenvolver as habilidades de comunicação.
 

SER RESPONSÁVEL 

A responsabilidade está entre as características fundamentais para um estudante e profissional da psicologia. Isso porque é preciso dar atenção às atividades que são realizadas durante o curso, atender aos prazos e se comprometer com o aprendizado.
 
Essa base construída ao longo dos anos é que formará um bom psicólogo, capaz de oferecer atendimento de maneira ética e bem fundamentada, em benefício das pessoas. Portanto, a responsabilidade com a faculdade de psicologia e com a prática profissional são essenciais.
 

A ESCOLHA DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO

A escolha da instituição de ensino em que fará a sua graduação é outro aspecto a ser considerado. Depois de conhecer mais sobre o curso, é preciso avaliar qual universidade oferecerá o melhor para a sua formação. Veja alguns pontos a observar.
 

INFRAESTRUTURA DA INSTITUIÇÃO 

O primeiro aspecto a ser avaliado é a infraestrutura oferecida pela universidade para a realização do curso. Como a formação conta com muitas atividades práticas, é preciso contar com laboratórios adequados e salas de aula organizadas. Sem esses requisitos, o seu aprendizado pode ser prejudicado, pois não terá as ferramentas essenciais para estudar.
 

USO DA TECNOLOGIA

Atualmente, é muito importante que a educação faça bom uso da tecnologia. Portanto, é interessante observar como é a relação da instituição com os recursos mais modernos. Além disso, um espaço que se renova sempre demonstra a preocupação com melhorias constantes, o que se reflete também no conteúdo do curso.
 

CERTIFICAÇÃO E COMPROMISSO ÉTICO

Todos os cursos de graduação precisam ser certificados pelo Ministério da Educação (MEC). Isso dá ao aluno a garantia de receber uma formação séria, que atenda às determinações legais.
 
Além disso, o órgão também avalia os cursos e atribui notas, o que pode ser um indicativo de que é oferecido um bom ensino. Para isso, são examinados critérios fundamentais, como o corpo docente, a infraestrutura e o desempenho dos alunos.
 

CORPO DOCENTE

A universidade deve contar com bons professores, que tenham estudos aprofundados na área. Por isso, conhecer um pouco mais sobre o corpo docente ajuda a avaliar se aquela é uma opção segura. Contar com educadores que sejam mestres e doutores é um ponto esperado de uma boa instituição de ensino superior.
 

ATIVIDADES EXTRACURRICULARES

Já destacamos que além das aulas é preciso participar de outras atividades que fazem parte da formação profissional. As experiências extracurriculares podem ser buscadas pelo próprio aluno, em qualquer instituição regulamentada. Porém, é muito bom que a universidade já ofereça opções que ampliem os conhecimentos além das aulas.
 
Com isso, ela demonstra uma preocupação com o aprendizado e garante oportunidades de construção do currículo. Programas de extensão, iniciação científica, monitoria e eventos do curso de forma geral são ótimos para aprofundar o que se sabe e evoluir.
 
Dessa forma, conhecer mais sobre a faculdade de Psicologia ajuda a tomar uma decisão mais consciente e construir uma carreira de sucesso. Além disso, é importante escolher uma boa universidade, que ajudará no desenvolvimento dos conhecimentos. Você pode contar com a UVA, que é avaliada com nota máxima pelo INEP/MEC.
 
Para saber mais sobre o nosso curso de Psicologia e as oportunidades oferecidas para a sua carreira, entre em contato com a UVA agora mesmo.

Publicado em: Blog da UVA

Palavra-chave

Você também pose se interessar por

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com os nossos TERMOS DE USO E POLITICAS DE DADOS. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.