Você está aqui

Notícia

< Voltar

Notícia < Voltar

Campus: 
Tijuca
Barra
Cabo Frio

Alunos desenvolvem projetos para ONGs

Juliana Machado, estagiária da Comunicação Institucional   |    Tijuca Barra Cabo Frio

Trabalhos voluntários foram elaborados durante disciplina maker, visando a ODS-10 da Organização das Nações Unidas (ONU)

 

Os alunos das turmas de Laboratório de Inovação Profissional (campus Tijuca) e Laboratório de Criação (campus Barra) desenvolveram planos de ação para dar apoio à ONGs cariocas. As disciplinas fazem parte do projeto UVA Maker e contribuem com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Considerando a ODS-10, que visa reduzir as desigualdades sociais, eles identificaram e listaram soluções para problemas enfrentados pelas ONGs.

 

Durante as aulas, os alunos foram apresentados ao Design Thinking, sendo desafiados a criarem um produto, serviço ou proposta inovadora como solução para uma demanda dessas instituições. A professora responsável pela disciplina, Mônica Miranda, explica como funcionou a dinâmica ao longo do semestre: “Cada grupo de alunos escolheu uma ONG e identificou um problema, depois trabalharam em cima de soluções. Em seguida, fizeram uma prototipação, para analisar a viabilidade, e então, colocaram a proposta em prática”.

 

O projeto Reciclagem Amiga, criado pelos alunos de Publicidade e Propaganda do campus Tijuca, Thales Muniz, Guilherme Clevelario e Diego Rodrigues, é um exemplo. Ao entrarem em contato com a Casa Ronald McDonalds, instituto que apoia famílias com adolescentes ou crianças portadoras de câncer, notaram que uma das dificuldades da organização era arcar com a conta de luz. Eles conversaram com representantes da instituição e descobriram uma alternativa: a utilização de um código oferecido pelo programa Light Recicla, onde resíduos recicláveis são trocados por bônus na conta de energia elétrica. “Queremos que esse projeto sirva de exemplo para outras ONGs, pois apesar de estarem na linha de frente na oferta de ajuda, muitas vezes também precisam de apoio para existir”, destaca Thales.

 

Pensando em resultados a curto-prazo, eles identificaram outro problema. Por conta da pandemia, as oficinas que eram oferecidas para as mães que acompanham seus filhos, precisaram ser canceladas, o que as deixou sem atividades de suporte. Para ajudar, eles iniciaram uma vaquinha virtual para comprar DVDs, revistas de caça palavras e livros de culinária para as mães do instituto se entreterem.

 

Já a aluna de Jornalismo do campus Tijuca, Juliana Líbano, desenvolveu um plano de comunicação para o Núcleo Especial de Atenção à Criança (NEAC). Aplicando a metodologia do Design Thinking, a estudante verificou a necessidade de elaborar uma nova identidade visual para a organização, visando atrair novas oportunidades de crescimento e doações. O trabalho da universitária foi tão importante para a ONG, que eles decidiram investir no projeto e iniciar uma assessoria de comunicação coordenada por ela. “Uma vez que identificamos que a ONG, apesar de ser premiada e ter um potencial gigantesco, não tinha visibilidade, propomos melhorar a linguagem institucional e fazer com que fossem realmente vistos”, ressalta Juliana.

29/set/2020

Tema:
UVA,